Divergente (Veronica Roth)

E ai pessoal.

Já falamos sobre o significado de distopia nesse post >>> aqui, <<< mas, ainda não tinha comentado sobre nenhum livro específico desse gênero. Então, resolvi vir aqui falar um pouquinho da Trilogia Divergente. Começando (obvio) com o primeiro livro:

Divergente livro

Título: Divergente. 

Autor: Veronica Roth.

Editora: Rocco.

Gênero: Distopia.

Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Resumo: Com 16 anos, Beatrice Prior vai passar pela escolha mais importante de sua vida, decidir qual facção vai ser a sua de agora em diante (e para sempre).

Essa nova sociedade distópica é dividida em cinco facções:

Divergente-Veronica-Roth

Todos os anos, os jovens com 16 anos devem passar pela cerimônia de escolha, e lá decidir a qual facção vão se juntar, e realmente pertencer de agora em diante (decidir se continuam com sua família na facção de origem, ou se deixa todos para trás e recomeçam do zero, sozinhos).

A escolha é a sucessão do teste de aptidão. Esse teste indicará qual a facção que você “pertence”, aquela que você se encaixará melhor, porém, independente do resultado do teste, você tem o direito de fazer a sua escolha livremente (teoricamente o teste é apenas um “norte” para te ajudar na escolha).

Nesse teste, Beatrice descobre que não se encaixa em nenhuma facção específica (seu teste deu inconclusivo), o que a deixa em grande perigo, já que a sociedade não aceita divergentes (que são aqueles que não se encaixam no sistema de facções,  tornando-se “perigosos” para o bem da sociedade atual, no pensamento dos lideres das facções).

Beatrice descobre que é uma divergente (isso explica porque a sua facção de origem não lhe parece a certa), e agora, mais do que nunca, fica na dúvida de qual facção escolher (já que ela não pertence a nenhuma por completo).

Até o ultimo momento antes da escolha final, Beatrice ainda está indecisa, mas, com a decisão de seu irmão em deixar a família e ir atrás daquela que realmente acredita pertencer, Beatrice acaba escolhendo ir atrás de algo que possa talvez pertencer. Ela acaba decidindo mudar de facção, e escolhe a Audácia.

O resto da história do primeiro livro se passa, quase por completo, no complexo da audácia. Lá Tris (como agora é conhecida) faz novas amizades, e tenta se encaixar em sua nova casa.

O processo de iniciação da audácia é bem complicado, pois existe uma competição entre os iniciandos, já que os que ficam abaixo na classificação, serão expulsos da audácia e se tornarão um sem-facção (a escória dessa nova sociedade).

Tris é uma das mais fracas, mas com a ajuda de Quatro (o instrutor e futuro namorado de Tris), acaba evoluindo mais do que o esperado.

Não é só amigos e inimigos que Tris encontra nessa nova facção. Lá ela descobre que a atual sociedade pode não ser a melhor escolha para a cidade. Segredos serão revelados, e uma guerra pode começar.

Um livro muito bom para quem gosta de distopias.

Recomendo muito esse livro (a trilogia inteira na verdade).

Já tem adaptação cinematográfica (muito boa por sinal), mas nada como ler o livro e ver detalhes que são deixados de lado nos filmes.

Espero que tenham gostado. Espero que leiam (se ainda não leram). Se já leram, comentem o que acharam do livro.

divergenteUm Beijo e “Até Segunda”

Anúncios

4 comentários sobre “Divergente (Veronica Roth)

  1. Eu me interesso muito em ler livros sobre distopias, o mais recente lido foi a trilogia Jogos Vorazes, e confesso que não tinha a menor ideia do que se tratava a história de Divergente até ver o trailer do Insurgente. Fiquei interessada em ler também. Acho que vou por Divergente na lista!

    Te convido a conhecer o blog que sou colaboradora: Estante na Lua 🙂
    http://estantenalua.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s